Especialistas da Mayo apresentam descobertas na Digestive Disease Week 2019


Newswise — SAN DIEGO, Califórnia — Os pesquisadores da Mayo Clinic estiveram entre os especialistas internacionais que apresentaram descobertas na Digestive Disease Week 2019, a maior reunião mundial de médicos, pesquisadores e líderes do setor em gastroenterologia e áreas afins.

Digestive Disease Week 2019 foi realizada de 18 a 21 de maio em San Diego. O encontro contou com 5.400 palestras, apresentações em pôsteres e apresentações abstratas orais. 

Entre os mais de 40 estudos e apresentações da Mayo destacaram-se: 

"A Descoberta do Câncer Pancreático por Ensaio de Plasma de Novos Marcadores de Metilação do DNA: um estudo de caso-controle" 

A descoberta precoce do câncer de pâncreas pode levar à melhora da sobrevida a longo prazo. O único biomarcador sanguíneo disponível não é confiável para detectar carcinoma em estágio inicial, mas esse estudo da Mayo Clinic, conduzido em colaboração com a Exact Sciences Corporation, de Madison, Wisconsin, demonstra que um novo marcador de DNA sanguíneo pode detectar câncer pancreático com precisão em todas as etapas. 

"Um biomarcador sanguíneo como o descrito nesse estudo, uma vez validado prospectivamente, pode ser clinicamente usado para detecção precoce em pacientes com alto risco de desenvolver câncer pancreático", diz Shounak Majumder, Doutor em Medicina, um gastroenterologista da Mayo Clinic e autor líder do estudo. 

Usando amostras de sangue de 340 pacientes - 170 pacientes com câncer pancreático e 170 controles normais - o estudo descobriu que um painel de marcadores de DNA em combinação com antígeno de carboidrato 19-9 (CA 19-9) detectou 92% de todos os cânceres, incluindo 79% dos cânceres em estágio 1. A combinação desses marcadores de DNA com o CA 19-9 melhora significativamente a detecção do câncer, em comparação com o CA 19-9 sozinho. Um estudo prospectivo para validar esses resultados está em andamento na Mayo Clinic. 

 

"Triagem não invasiva do esôfago de Barrett com nariz eletrônico" 

O adenocarcinoma esofágico é o tipo mais comum de câncer esofágico nos EUA, e tipicamente só é diagnosticado em estágios avançados. O único precursor conhecido para a doença é o esôfago de Barrett, que também passa sem ser detectado como uma condição assintomática que requer uma endoscopia para o diagnóstico. 

Este estudo da Mayo Clinic avaliou um novo método de triagem para o esôfago de Barrett, usando um aparelho eletrônico de nariz, chamado "nariz eletrônico", para analisar a respiração exalada pelo paciente. O aparelho pode detectar compostos orgânicos voláteis associados ao esôfago de Barrett. O estudo mostrou que uma assinatura distinta para o esôfago de Barrett pode ser detectada com alta precisão, de acordo com o principal autor do estudo, Juan Reyes Genere, Doutor em Medicina, um membro da gastroenterologia da Mayo Clinic. 

Os pesquisadores prospectivamente convidaram pacientes com esôfago de Barrett bem estabelecido e controles sem esôfago de Barrett para fornecer amostras de respiração antes da endoscopia de rotina clinicamente indicada. Eles descobriram que a precisão era alta, especialmente entre os pacientes que tomavam um inibidor de bomba de prótons de dose alta, um medicamento para redução de ácido. 

"Foi surpreendente ver que a dosagem da medicação para redução do ácido fez uma diferença significativa na precisão da detecção", diz o Dr. Reyes Genere. "Ácido estomacal é uma barreira protetora que mata as bactérias que entram no nosso trato gastrointestinal. A redução do ácido estomacal permite uma maior colonização bacteriana no intestino, aumentando assim sinais de compostos orgânicos voláteis." 

Este efeito foi visivelmente reduzido em pacientes com medicamentos de dose baixa, diz ele. A equipe de pesquisa agora está testando esse modelo em amostras cegas. 

 

"Manejo endoscópico da síndrome do dumping tardio: Série Internacional e Estratégia de Manejo Proposta" 

A síndrome de dumping é uma condição que frequentemente ocorre após a cirurgia de bypass gástrico em Y-de-Roux, na qual os pacientes experienciam vários sintomas após ingerir uma refeição, incluindo baixo nível de açúcar no sangue, palpitação e diaforese. Pode afetar gravemente a qualidade de vida e, às vezes, requer a reversão da cirurgia bariátrica. 

Pesquisadores da Mayo Clinic revisaram uma série multicêntrica de pacientes que foram tratados por síndrome de dumping refratário, com o objetivo de propor uma estratégia de gestão multidisciplinar para esses pacientes. O estudo descobriu que uma opção de tratamento endoscópico minimamente invasivo é segura e eficaz na melhora dos sintomas e na redução das taxas de revisão cirúrgica. 

"Antes dessas descobertas, existia uma grande lacuna terapêutica entre medicamentos e a reversão de cirurgia de bypass gástrico para esses pacientes", diz Eric Vargas, Doutor em Medicina, um membro da gastroenterologia da Mayo Clinic. "Acreditamos que nosso estudo acrescenta uma alternativa de tratamento muito necessária usando a endoscopia para pacientes que falharam com os medicamentos, mas estão preocupados com a reversão do bypass gástrico." 

 

"Sensibilidade da tomografia computadorizada durante o curso pré-diagnosticado de adenocarcinoma ductal pancreático" 

A detecção precoce do adenocarcinoma ductal pancreático (ACDP) oferece a melhor esperança para progredir sobrevida da doença. Embora estejam sendo desenvolvidas estratégias para testar e avaliar pacientes assintomáticos de alto risco, não está claro se a imagem de rotina, como a tomografia computadorizada, é eficaz. 

Pesquisadores da Mayo Clinic analisaram retrospectivamente tomografia computadorizada de alta resolução que foram realizadas em pacientes por outras razões antes do diagnóstico de adenocarcinoma ductal pancreático. De acordo com Suresh Chari, Doutor em Medicina, um gastroenterologista da Mayo Clinic, os achados sugestivos de adenocarcinoma ductal do pâncreas foram observados na tomografia computadorizada na maioria dos pacientes seis meses antes do diagnóstico, quando os pacientes eram assintomáticos. 

Dhruv Singh, Bacharel em Medicina e Bacharelado em Cirurgia, pesquisador de gastroenterologia da Mayo Clinic, diz que as descobertas sugerem que a triagem precoce de tomografia computadorizada para indivíduos assintomáticos de alto risco pode identificar doenças não-metastáticas, melhorando a sobrevida do paciente. 

"O câncer pancreático é a terceira principal causa de mortes relacionadas ao câncer nos EUA, com uma taxa de sobrevida global de cinco anos de 9%", diz Singh. "A mortalidade é alta porque, quando o câncer se apresenta clinicamente, já está avançado e é difícil de retirar cirurgicamente. Nosso estudo mostra que a tomografia computadorizada, quando usada na população-alvo, pode captar mudanças sutis no pâncreas antes que o ACDP se torne sintomático." 

Todos os resumos selecionados para apresentação na Digestive Disease Week 2019 foram publicados on-line no suplemento de abril na revista Gastroenterology ou no suplemento de abril da revista Gastrointestinal Endoscopy

###

Sobre a Mayo Clinic
A Mayo Clinic é uma organização sem fins lucrativos comprometida com a prática, educação e pesquisa clínicas, oferecendo atendimento especializado e abrangente a todos os que precisem de tratamento. Saiba mais sobre a Mayo Clinic. Visite a Rede de Notícias da Mayo Clinic.

Contato de mídia:
Sharon Theimer, Relações públicas da Mayo Clinic, 507-284-5005, E-mail:
newsbureau@mayo.edu


Comment/Share

Chat now!
4.53739